Mitos e verdades

Uso de aminoácidos atrofia a mucosa e dificulta o desenvolvimento de tolerância?

Uso de aminoácidos atrofia a mucosa e dificulta o desenvolvimento de tolerância?

02/08/2012

Este pensamento baseia-se na ideia de que alimentos mais complexos estimulam a mucosa intestinal, no entanto isto não significa que alimentos mais simples não estimulariam.

Os aminoácidos quem compõem as fórmulas de aminoácidos são muito bem absorvidos e sua capacidade antigênica é mínima, o que garante a sua resposta de 100% quando utilizados para tratamento de alergia às proteínas do leite de vaca.

Isto de nenhuma forma significa que promova atrofia vilositária.

Estudo clássico da Dra. Isolauri, pesquisadora da University of Tampere Medical School (Finlândia), evidenciou melhor ganho de peso e crescimento nas crianças com fórmula de aminoácidos em relação às fórmulas com proteína extensamente hidrolisada.

Recente revisão descreveu o estímulo trófico dos diferentes nutrientes, definindo a proteína como  nutriente mais importante no processo de recuperação da mucosa intestinal, especialmente alguns aminoácidos como glutamina. O processo depende tanto da chegada de aminoácidos via arterial na base da mucosa (seja por ingestão enteral ou parenteral), quanto da exposição de aminoácidos intraluminais, seja como pós hidrólise intraluminal de proteínas, quanto da exposição de aminoácidos livres.

Quanto ao desenvolvimento de tolerância, diversos estudos realizados em crianças com APLV em uso de fórmulas de aminoácidos, verifi caram desenvolvimento de tolerância, mesmo nos pacientes mais graves, com alergia a múltiplos alimentos.

Crianças com síndrome do intestino curto em uso de fórmulas de aminoácidos também desenvolvem tolerância.

voltar

ASSUNTOS RELACIONADOS:

Série de artigos para orientação

Série de artigos para orientação

Há exames que confirmam ou afastam o diagnóstico de APLV?

Há exames que confirmam ou afastam o diagnóstico de APLV?

RECEITA EM DESTAQUE:

Brigaderão

Brigaderão