Acontece

A alergia alimentar e o fator nutricional

A alergia alimentar e o fator nutricional

03/05/2010

Um inquérito epidemiológico realizado em 11 estados brasileiros mostra que 25% das crianças com alergia à proteína do leite de vaca apresentam déficit nutricional e desnutrição. 

Isto pode ocorrer devido à doença ou quando a dieta substitutiva não atende às necessidades de nutrientes fundamentais para o crescimento e desenvolvimento dos bebês, principalmente energia, proteínas, gorduras e cálcio.

"Essa doença merece uma vigilância no ganho de peso e da estatura da criança", destaca Dra. Roseli Sarni.

Esse quadro ocorre em conseqüência de alguns fatores: ingestão alimentar insuficiente, má-absorção intestinal, perda de substâncias que aumentam a necessidade de nutrientes, aumento da necessidade de energia, dieta substitutiva inadequada.

"O prejuízo da carência nutricional não é recuperado, podendo deixar seqüelas irreversíveis no crescimento e desenvolvimento da criança", ressalta a especialista.

Estudos mostram que o uso de fórmulas infantis adequadas (extensamente hidrolisadas ou à base de aminoácidos) pode prevenir ou minimizar o déficit nutricional.

Para a Dra. Roseli Sarni, a APLV continua sendo um grande desafio na prática pediátrica e a sua prevalência encontra-se em ascensão. 

A especialista lembra que o leite de cabra e produtos à base de soja também podem desencadear reações alérgicas: "fórmulas de soja e leite de cabra não são adequados para substituir o leite materno na prevenção da alergia à proteína do leite de vaca". 

Vale dizer que a maioria das crianças desenvolve tolerância clínica à proteína do leite de vaca nos primeiros três anos de vida, por isso, o acompanhamento e orientação médica devem ser freqüentes.

(Fonte:  gastronomiaenegocios.uol.com.br )

voltar

ASSUNTOS RELACIONADOS:

Tratamento gratuito a bebês com alergia ao leite de vaca

Tratamento gratuito a bebês com alergia ao leite de vaca

Crianças com APLV, acima de um ano de idade, não necessitam mais de fórmulas especiais?

Crianças com APLV, acima de um ano de idade, não necessitam mais de fórmulas especiais?

RECEITA EM DESTAQUE:

Torta de Abacaxi

Torta de Abacaxi